Miauê
Para ter acesso à todos os recursos do fórum inscreva-se, é rápido e grátis
Conectar-se

Esqueci minha senha

Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Navegação
 Portal
 Índice
 Membros
 Perfil
 FAQ
 Buscar
Últimos assuntos
» Minha gata pode estar com problemas neurologicos? Me ajudem, por favor.
Sex Jan 10, 2014 6:44 pm por Priscilla Grillo

» doença grave de pele
Ter Abr 17, 2012 8:03 pm por PatGatitos

» doenca de gato
Sex Nov 18, 2011 12:10 pm por Rosana Gaby

» Usar produtos de limpeza exige cuidado quando se tem pets em casa
Ter Jun 14, 2011 11:20 am por Rosana Gaby

» Nada como o abraço da mamãe...
Seg Jun 06, 2011 9:29 am por Rosana Gaby

» Bobtail Japonês
Seg Jun 06, 2011 8:16 am por Rosana Gaby

» Siamês Tudo sobre a raça
Qua Jun 01, 2011 1:49 pm por Rosana Gaby

» GATOS NO FRIO
Seg Maio 30, 2011 12:01 pm por Rosana Gaby

» Quem é que manda...
Seg Maio 30, 2011 8:52 am por Rosana Gaby

Galeria


Estatísticas
Temos 41 usuários registrados
O último usuário registrado atende pelo nome de angela martins

Os nossos membros postaram um total de 109 mensagens em 100 assuntos
Outubro 2017
DomSegTerQuaQuiSexSab
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031    

Calendário Calendário

Palavras chave


Peritonite Infecciosa Felina - PIF

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Peritonite Infecciosa Felina - PIF

Mensagem  Rosana Gaby em Sex Abr 15, 2011 6:57 am

Essa é uma doença séria e muito grave, por isso requer muita atenção.

É uma doença progressiva viral, imune-mediada que, com raras exceções, é fatal em poucas semanas. É causada por um coronavírus mutante do Coronavirus entérico, que é sensível a maioria dos desinfetantes comuns.

A transmissão ocorre por via oral. Geralmente é necessário contato prolongado com um gato infectado para que ela ocorra. O vírus pode ficar latente por meses ou anos.

A doença é influenciada pela resposta imune do animal. Os anticorpos produzidos contra os vírus levam à manifestação clínica da PIF e não à imunidade. Recentemente foi relatado que há uma susceptibilidade hereditária à doença.

Há 2 formas clínicas da PIF: efusiva e não-efusiva. Nas duas ocorrem lesões piogranulomatosas nos órgãos (sistema nervoso, olhos, intestinos, rins, fígado, etc), mas somente na forma efusiva há acúmulo de líquido nas cavidades torácica e abdominal.

Os sinais clínicos dependem dos órgãos que forem afetados, mas em todos os casos os gatos geralmente apresentam perda de peso, falta de apetite e febre. Mucosas ictéricas (amareladas) também são frequentes. Na forma efusiva ocorre ainda aumento de volume abdominal e dificuldade para respirar.

Diagnóstico:

a) Sinais Clínicos: são inespecíficos, mas a ocorrência de febre persistente, resistente ao tratamento com antibióticos, pode levar à suspeita de PIF.
b) Diagnóstico Histopatológico: seria definitivo, mas dificilmente há possibilidade de biópsia dos órgãos.
c) Teste Sorológico: somente útil quando o resultado for maior que 1:1600 e estiver associado à presença de sinais clínicos evidentes. Testes positivos não significam necessariamente PIF, pois não há diferenciação entre o coronavírus entérico e o da PIF. Pode ainda ocorrer também resultados negativos em gatos severamente afetados (por utilização de todos os anticorpos) ou que estão em fase inicial da infecção (porque ainda não produziu anticorpos).
d) aumento da proteína total no sangue: no entanto, isto também ocorre em outras doenças inflamatórias crônicas.
e) análise dos líquidos das cavidades torácica e abdominal.
f) PCR: também não diferencia os diferentes tipos de coronavírus.
g) incluir teste para detecção de leucemia felina: pois muitas vezes estas duas patologias estão associadas.

Observação: O diagnóstico da PIF não efusiva é um dos mais difíceis na medicina veterinária. Deve-se pensar nesta possibilidade sempre que houver perda de peso crônica, falta de apetite e febre.

Tratamento:

a) Não há tratamento específico.
b) Prednisolona (corticóide) e cilcofosfamida têm levado à melhora temporária.
c)Tratamento de Suporte: nutrição adequada, fluidoterapia, retirada de líquidos das cavidades abdominal e torácica, analgésicos, antibióticos, vitaminas.
d) Interferon

Observação: Já foram relatados pouquíssimos casos de remissão espontânea da PIF.javascript:emoticonp Crying or Very sad

Prevenção:

Filhotes são imunes até 6 a 7 semanas de idade. Por isso devem ser isolados de animais positivos, inclusive da mãe, após cerca de 5 semanas de idade.

Retirar gatos positivos para Leucemia Felina da reprodução.

Diminuir o stress, evitar superpopulação, oferecer ração de alta qualidade e realizar limpeza adequada do ambiente também são medidas muito importantes.



O prognóstico da PIF é grave. Crying or Very sad Crying or Very sad

avatar
Rosana Gaby
Admin

Mensagens : 103
Data de inscrição : 14/04/2011
Idade : 29

Ver perfil do usuário http://miaue.catsboard.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum