Miauê
Para ter acesso à todos os recursos do fórum inscreva-se, é rápido e grátis
Conectar-se

Esqueci minha senha

Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Navegação
 Portal
 Índice
 Membros
 Perfil
 FAQ
 Buscar
Últimos assuntos
» Minha gata pode estar com problemas neurologicos? Me ajudem, por favor.
Sex Jan 10, 2014 6:44 pm por Priscilla Grillo

» doença grave de pele
Ter Abr 17, 2012 8:03 pm por PatGatitos

» doenca de gato
Sex Nov 18, 2011 12:10 pm por Rosana Gaby

» Usar produtos de limpeza exige cuidado quando se tem pets em casa
Ter Jun 14, 2011 11:20 am por Rosana Gaby

» Nada como o abraço da mamãe...
Seg Jun 06, 2011 9:29 am por Rosana Gaby

» Bobtail Japonês
Seg Jun 06, 2011 8:16 am por Rosana Gaby

» Siamês Tudo sobre a raça
Qua Jun 01, 2011 1:49 pm por Rosana Gaby

» GATOS NO FRIO
Seg Maio 30, 2011 12:01 pm por Rosana Gaby

» Quem é que manda...
Seg Maio 30, 2011 8:52 am por Rosana Gaby

Galeria


Estatísticas
Temos 41 usuários registrados
O último usuário registrado atende pelo nome de angela martins

Os nossos membros postaram um total de 109 mensagens em 100 assuntos
Novembro 2017
DomSegTerQuaQuiSexSab
   1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

Calendário Calendário

Palavras chave


Um pouco mais sobre as vacinas para Gatos

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Um pouco mais sobre as vacinas para Gatos

Mensagem  Rosana Gaby em Qui Maio 05, 2011 11:37 am

Vacinas para gatos

O que são exatamente vacinas e como elas ajudam a manter os gatos saudáveis? Eis como funciona a maioria das vacinas. Pesquisadores descobrem o germe que causa a doença - por exemplo, o vírus que causa a cinomose de felinos. Depois, eles produzem uma versão inofensiva e não contagiosa do vírus. Essa forma do vírus é usada para vacinar gatos saudáveis. A vacina leva o sistema imune do gato que combate doenças a atacar e destruir o vírus. Essa exposição "prepara" o sistema imune para que, se o mesmo vírus aparecer novamente - mesmo a versão contagiosa e perigosa - ele seja destruído antes que possa causar doenças.

As vacinas protegem o gato de doenças comuns, sobretudo causadas por vírus. Quando um vírus invade o organismo de um animal, nenhum remédio pode matá-lo. Podemos dar ao gato com um vírus coisas como antibióticos e eles não vão curar a doença (ainda que os antibióticos ajudem a tratar ou controlar infecções que poderiam começar em conseqüência do gato estar doente com o vírus). As doenças virais têm que seguir seu curso, depois do qual a vítima quase sempre fica imunizada pelo resto da vida. As vacinas (geralmente com doses de reforço regulares) dão ao gato os benefícios de ficar imunizado sem sofrer a doença.

As vacinas não podem curar as doenças causadas por vírus. Voltando a falar de cinomose dos felinos, se o gato já contraiu essa doença, a vacina não poderá detê-la. Além disso, as vacinas não são capazes de prevenir todas as doenças virais o tempo todo. Nenhuma vacina é 100% eficaz; por isso, de vez em quando o gato que toma todas as vacinas fica doente com alguma coisa contra a qual ele supostamente deveria estar protegido. Algumas doenças, como o FIV, são causadas por vírus que destroem o sistema imune quando entram no organismo do gato pela primeira vez. Nesses casos, a vacina não consegue atuar porque suas ferramentas (o sistema de combate às doenças presente no organismo do gato) foram eliminadas.

Vacine o seu gato com o veterinário ou em um hospital veterinário. No mínimo, os gatos devem estar em dia com a vacina contra a raiva e o combinado de vacinas contra a cianose dos felinos. Essa vacina costuma dar proteção contra a cianose dos felinos (panleucopenia) e doenças comuns das vias respiratórias superiores que causam sintomas semelhantes aos do resfriado ou da gripe no gato (rinotraqueíte viral felina, calicivírus e clamídia). As vacinas podem ser uma injeção subcutânea, intramuscular ou na forma de aerossol aplicada diretamente nas narinas do gato.

Em geral, qualquer gato vacinado pela primeira vez precisa de uma série de vacinas, com espaçamento de algumas semanas. Para os filhotes, essas vacinas começam com sete ou oito semanas de vida e continuam até eles completarem quatro meses. As vacinas contra a raiva são dadas como uma dose administrada inicialmente ao filhote com mais de três meses de idade e aos adultos de qualquer idade. A American Association of Feline Practitioners recomenda que doses de reforço subseqüentes para muitas doenças (dependendo do tipo de vacina usada) sejam dadas um ano depois da série inicial e, depois, a cada três anos. Verifique com o veterinário as recomendações para o esquema de vacinas do seu gato.

Vacinas para outras doenças felinas existem desde meados da década de 80, sobretudo a vacina para o vírus da leucemia felina (FeLV). FeLV (ou FeLeuk, como ela é às vezes conhecida) ataca os glóbulos brancos do gato e pode produzir um tipo de câncer. As pesquisas mostram que a maioria dos gatos exposta ao FeLV não ficam doentes, mas mesmo gatos infectados que parecem saudáveis ainda podem transmitir o vírus a outros gatos. Contudo, depois que o gato adoece com o FeLV, as chances de recuperação são pequenas.

O FeLV é um vírus estranho - ele não sobrevive muito tempo fora do organismo do gato, a menos que permaneça um pouco úmido. Assim, a maneira mais comum de transmissão do FeLV é o contato prolongado entre um gato saudável e outro, infectado - coisas como os cuidados mútuos com o pêlo, compartilhamento de água, comida ou caixas de areia. Isso também significa que a vacina contra o FeLV talvez não seja necessária para o gato que nunca se expôs aos gatos infectados pelo FeLV. Um simples exame de sangue pode determinar se o gato (ou qualquer gato novo que você está pensando em levar para casa) está infectado. Em caso negativo, manter os seus gatos não infectados por FeLV dentro de casa e longe de gatos infectados pelo vírus é provavelmente toda a proteção de que eles necessitam (gatos soltos ou gatos presos e soltos são outra história). Se o seu gato for positivo para FeLV, a vacina também não ajudará. As vacinas não matam o vírus, elas apenas protegem os gatos não infectados de se contaminarem.

O vírus da imunodeficiência felina (FIV) e a peritonite infecciosa felina (FIP) também são doenças felinas fatais causadas por vírus. Há testes laboratoriais para detectá-las, mas o teste usado atualmente para FIP pode dar resultados inconclusivos. Existem vacinas para FIV e FIP, mas ainda não se sabe sua eficácia na prevenção da transmissão da doença. O seu veterinário pode ajudá-lo a saber se o seu gato corre o risco de contrair essas doenças e se os benefícios potenciais de cada vacina superam os riscos.

Apesar de você ter que enfrentar muitos desafios como dono de um animal de estimação, você agora conhece as dicas essenciais de cuidados que cada gato precisa receber para ser feliz e saudável.

avatar
Rosana Gaby
Admin

Mensagens : 103
Data de inscrição : 14/04/2011
Idade : 29

Ver perfil do usuário http://miaue.catsboard.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum